Quando a licença maternidade está prestes a expirar as mães tendem a passar por uma série de conflitos internos e externos. A volta da mãe ao trabalho é uma fase que provoca bastante a ansiedade e sensação de culpa tanto para mãe quanto para o pai.

As mudanças na rotina, o medo da separação, indecisão sobre o melhor lugar para deixar o filho são apenas algumas das questões que as mães precisam resolver antes de voltar ao trabalho.

Com isso em mente, reunimos neste artigo uma série de dicas que podem ajudar as mamães, e aos papais também, a escolherem a primeira escolinha para os filhos e de que forma passar por esse momento de uma forma saudável.

Ser mãe e trabalhar fora: é possível conciliar?

A maternidade é um momento muito importante e planejado para as mulheres que sempre tiveram o desejo de ser mãe.

No entanto, nem sempre é possível deixar o trabalho de lado para dedicar-se integralmente na criação dos filhos e isso envolve não apenas questões econômicas como, também, a questão de sentir a necessidade de realizar as responsabilidades profissionais.

Todos sabemos que, apesar da maternidade ser um momento mágico de muita entrega e carinho, ser mãe pode ser uma tarefa cansativa e que exige muita responsabilidade e dedicação.

Não é atoa que existe o termo jornada dupla que significa que as mães que trabalham terão responsabilidades tanto no ambiente de trabalho quanto dentro de suas próprias casas.

Apesar de tudo isso, nada é impossível, principalmente quando existe uma rede de apoio sólida para auxiliar a mãe a retornar ao trabalho e não se sentir sobrecarregada com o excesso de tarefas.

Qual a importância da escola/berçário na vida da crianças?

            Muitos pais tendem a se sentirem receosos em colocar os filhos em contato com o ambiente escolar desde cedo, para as mães que precisam trabalhar também existe a temida sensação de culpa em precisar deixar o filho com outras pessoas para realizar as atividades profissionais.

            Apesar disso, pesquisas apontam que a inserção de crianças na escola ou até mesmo em berçários é extremamente importante para o desenvolvimento, em diversos aspectos, da vida do pequeno.

            Isso porque a possibilidade de socialização, quando estimulada desde a primeira infância, pode trazer uma série de benefícios para a vida adulta da criança.

            É importante destacar que a escola pode oferecer algumas situações que serão vitais para que a criança desenvolva algumas características importantes para a fase de vida adulta como, por exemplo, resistência à frustração, tolerância às diferenças, desenvolvimento das 4 habilidades e noções de comportamento e organização.

Como escolher a primeira escola/berçário

            Após entender como a escola atua na vida da criança é a hora de descobrir quais os pré requisitos que devem ser levados em conta na hora de escolher a primeira escolinha ou berçário para o seu filho.

            É válido destacar que todas as escolhas devem ser feitas com base no seu contexto, levando em consideração o estilo de vida de sua família e quais as necessidades que você julga como necessárias.

Não estamos ditando regras que você deve seguir a risca para escolher a melhor opção para o seu filho e sim compartilhando algumas dicas que podem facilitar na hora tomar uma decisão.

As dicas que separamos são as seguintes:

– O portão da escola encontra-se sempre fechado?

– Existe algum controle de entrada e saída de pessoas na escola?

– O ambiente apresenta boa organização e limpeza?

E então gostou das nossas dicas de como escolher a primeira escola ou berçário para o seu filho? Deixe sua opinião nos comentários e não se esqueça de compartilhar esse post para que outras pessoas também possam ter acesso a esse conteúdo.

Até a próxima.

Confira outros conteúdos que possam te interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *